J. Roberto Kelly 

Aos 18 anos, ele estreou profissionalmente criando músicas para espetáculos de revista do pequeno teatro Jardel, em Copacabana. Antes de se aventurar nas músicas de carnaval, ainda estudante da faculdade de Direito, compôs sambas no estilo “teleco-teco”, sincopados. A estreia na TV foi em quadros do musical Times Square. Mais tarde, viraria apresentador dos programas Rio Dá Samba e Ginga brasileira. Descobriu sobre quem estou falando? Vou facilitar! 

Se você já ouviu a clássica marchinha " Olha a cabeleira do Zezé ..." você já consegue saber quem é  esse nome. O pianista, cantor e compositor  estourou em 1964 com Cabeleira do Zezé  e segue até hoje como uma das mais executadas nos blocos e bailes de clubes. Em seguida, vieram Mulata Iê-Iê-Iê e Joga a Chave; na década de 1980, os sucessos Maria Sapatão e Bota a camisinha.

 

Disponível em http://brasil.estadao.com.br/noticias/rio-de-janeiro,rei-das-marchinhas--joao-roberto-kelly-esta-em-plena-forma,10000007284