Canção da tarde no campo



Canção da tarde no campo

Caminho do campo verde estrada depois de estrada. Cercas de flores, palmeiras, serra azul, água calada. Eu ando sozinha no meio do vale. Mas a tarde é minha. Meus pés vão pisando a terra que é a imagem da minha vida: tão vazia, mas tão bela, tão certa, mas tão perdida! Eu ando sozinha por cima de pedras. Mas a flor é minha. Os meus passos no caminho são como os passos da lua; vou chegando, vais fugindo, minha alma é a sombra da tua. Eu ando sozinha por dentro de bosques. Mas a fonte é minha. De tanto olhar para longe, não vejo o que passa perto. Subo monte, desço monte, meu peito é puro deserto.

Eu ando sozinha ao longo da noite. Mas a estrela é minha.


MEIRELES, Cecília. In: Pé de Poesia. São Paulo: Global, 2006.

#Cançãodatardenocampo #CecíliaMeireles

3 visualizações

Contato

Inscreva-se no nosso canal no youtube

foto Regiane blog.jpg

Mãe, professora, autora de materiais didáticos, doutoranda em Literatura e Crítica literária pela PUC-SP. 

Idealizadora do Veredas do Texto e criadora de conteúdo 

Regiane Boainain 

  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

veredasdotexto@gmail.com

Tel e whatsapp

(11) 97683 4664