A Cruzada das crianças


O livro A Cruzada das Crianças, de Bertold Brecht, publicado pela editora Pulo do Gato, traz o retrato literário de uma peregrinação histórica, realizada por crianças, que fugiam do massacre da Segunda Guerra Mundial.


O autor da obra nasceu na Alemanha, vivenciou as duas guerras, atuando como médico em campos de concentração. Sua escritura se faz fidedigna ao sofrimento vivenciado pelas crianças.

A ilustração de Solé Vendrell rearranja os formatos infantis por meio de traços que se assemelham a rabiscos de canetinha e contornos de carvão.


Usando apenas o preto, o branco e o vermelho, Solé consegue mostrar a destruição da guerra, representada pelo vermelho; o horror, marcado pelo preto e a neve, marcada pelo fundo branco.


As feições infantis retratam uma infância precoce que luta pela esperança e sofre pela falta de perspectiva. Entretanto, por nenhum momento, as crianças deixam de amparar aqueles que necessitam: amparam o cachorro, enterram um soldado, acolhem um menino nazista e oferecem o pouco de comida que têm para outro grupo de criança. Nem ao meio de tanta escassez, elas perdem a humanidade.

Apesar do tema ser pesado, já que se trata de crianças tentando escapar da morte, existe uma fluição no momento da leitura, ocasionada pelas rimas e estrofes de quatro versos( balada). Cabe evidenciar aqui o trabalho do tradutor Tercio Redondo, que conseguiu manter a essência da escritura, fazendo um belíssimo trabalho formal e estético.

Acompanhe o vídeo a seguir:


Fica a dica!

Boa leitura!

Elaine Lotufo, Karina Fávaro e Regiane Boainain


Contato

Inscreva-se no nosso canal no youtube

foto Regiane blog.jpg

Mãe, professora, autora de materiais didáticos, doutoranda em Literatura e Crítica literária pela PUC-SP. 

Idealizadora do Veredas do Texto e criadora de conteúdo 

Regiane Boainain 

  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

veredasdotexto@gmail.com

Tel e whatsapp

(11) 97683 4664