Leia- me



De quantas "Alices" precisamos para realizarmos uma fiel leitura de nós mesmos? Encontrar respostas às nossas perguntas, muitas vezes, exige um introspectivo trajeto. Não é tão fácil entender que todas as respostas residem dentro de nós.


Isso porque o lugar dessas respostas também é o mesmo de nossas perguntas. Fiquei pensando nisso enquanto lia a história de uma garota que possuía fios aglomerados de dúvidas em seu estômago.


Leia- me, de Amanda Crespo, ilustrações de Paula Bonet, tradução de Luciana Pudenzi, editora Berlendis & Vertecchia Editores é um texto catalão que revisita Alice no país das maravilhas de uma forma inusitada e, ao mesmo tempo, em uníssono com a proposta da busca de uma identidade. A personagem se envereda em seus sonhos e acaba encontrando uma fiel leitura de si mesma . Nessas andanças, ela encontra:

Escuridão...


Papéis em branco...


Além de pessoas que escrevem e uma lagarta.

Após muitas aventuras, a garota se dá conta que só estava sonhando... Porém, ao despertar, ressignificou o que viveu de uma forma tão concreta, que acabou encontrando todas as suas respostas na escrita.


As ilustrações de Paula Bonet complementam a riqueza da escritura, dando um frescor a uma Alice moderna, romântica e cheia de inspiração. Os traços são sensíveis, com tons exuberantes. Imagens que são de acariciar os olhos de qualquer um.


#LEIAME #AMAIACRESPO #PAULABONET #EDITORABERLENDISVERTECCHIAEDITORES

Contato

Inscreva-se no nosso canal no youtube

foto Regiane blog.jpg

Mãe, professora, autora de materiais didáticos, doutoranda em Literatura e Crítica literária pela PUC-SP. 

Idealizadora do Veredas do Texto e criadora de conteúdo 

Regiane Boainain 

  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

veredasdotexto@gmail.com

Tel e whatsapp

(11) 97683 4664