De volta ao blog!



Oi, gente!!!

Fiquei sumida vários dias, mas agora, estou de volta, pronta para encarar 2016.


Fiz uma viagem deliciosa e, apesar das distrações, não deixava de pensar neste blog.

Nas minhas andanças pela Califórnia, conheci, em San Francisco, o Exploratorium, um museu de Ciências, Artes e percepção humana. Fiquei encantada com a proposta desse lugar, que é levar o visitante a explorar a forma como o mundo funciona. Sendo assim, não existe não gostar de Matemática, Física, Química, existe apenas querer conhecer a máquina Mundo.

Adorei ver minhas filhas interagindo com o conhecimento, brincando com ele.

Olha mais Matemática:

E mais Matemática.

Nesse momento, minhas filhas começaram a brincar de Cachinhos dourados na casa dos três ursos. Luíza se lembrou do momento em que a Cachinhos se senta na cadeirinha do ursinho e a quebra... Olha elas, sem cerimônias, nas cadeiras da "família urso".

Definitivamente, tudo na vida é uma questão de ponto de vista,

Quando menos esperava, encontrei um espaço sobre " O que nos torna humanos". Essa temática girava em torno do amor, da música e, claro, da importância de contarmos histórias.




Este espaço ainda permite que o visitante escreva uma história marcante. A minha história está lá.



Olha que coisa mais criativa. É uma casinha de rato.


Luíza e eu criamos uma historieta sobre a festança na casa do ratinho Mabel.

Olha o interior da casa, que graça!!!


Adorei a casinha do Mabel, é perfeita para ensinar as crianças sobre tipos de narrador( foco narrativo). O interior da casa permite que pensemos: " A história seria a mesma se fosse narrada pelo personagem Mabel, dono da festa? E se fosse narrada por um dos convidados? E se o narrador fosse quem olha de fora?

Aproveitei para ler uma história para a Marina. Era uma história de shark( tubarão).






Pena que não tive tempo para explorar tudo. E era o último dia da nossa viagem.

Gostei também da loja do Museu. Há brinquedos educativos maravilhosos. O Kit borboletário permite que a criança acompanhe a metamorfose da borboleta. Luíza já havia aprendido tudo isso na escola e em livros, mas a experiência de acompanhar o processo é ainda mais rica.


Para ninguém se esquecer do site, tirei uma fotinho lá.


Fico aqui, fica a dica.

Um beijo!

Regiane

#Exploratorium

Posts Recentes

Contato

Inscreva-se no nosso canal no youtube

Foto Regiane.jpeg

Regiane Boainain 

Idealizadora do Veredas do Texto e criadora de conteúdo 

Mãe, professora, autora de materiais didáticos, doutoranda em Literatura e Crítica literária pela PUC-SP. 

  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

veredasdotexto@gmail.com

Tel e whatsapp

(11) 97683 4664