Achados e Perdidos


Olá, gente!!!

Na semana passada, compartilhei no blog a indicação da leitura "Achados e Perdidos", de Oliver Jeffers. Hoje, deixo algumas possibilidades de trabalho com a obra. Espero ajudar!

Um beijo!!!

Regiane


Sequência didática -

1. Estimular o gosto pela leitura.

2. Ampliar repertório.( linguístico e de mundo)

3. Estabelecer relações entre o lido e vivido..

4. Estimular a criatividade, a imaginação, o senso crítico.

5. Discutir sobre a amizade, a perseverança e a determinação.

Antes da leitura

Oral, em uma roda de conversa.(Sem interferência nas respostas do aluno)

1. Você conhece Oliver Jeffers? Já leu algo que ele escreveu e/ou ilustrou?

Professor, em um mural, feito de papel Kraft, peça para que os alunos tragam, para as aulas seguintes, suas pesquisas a respeito do trabalho desse autor( ilustrações, livros que escreveu. lugar onde mora, prêmios que já ganhou).A construção coletiva de quem é Oliver Jeffers, certamente, será mais significativa do que apresentar ao aluno, logo de cara, a biografia do autor.

2. O que a cor e a imagem da capa sugerem?

3. O que você espera de um livro chamado " Achados e Perdidos"?

Professor, seria interessante criar, em papel Kraft, um painel com as hipóteses de leitura da classe. Essas hipóteses devem ser revisitadas no fim do projeto. Ou, se preferir, peça aos alunos a ilustração das hipóteses de leitura.

Durante a leitura

1.Faça a leitura compartilhada do conto até a parte em que o menino considera que o pinguim está perdido. Lance as seguintes perguntas para a classe:

a. Por que o menino pensa que o pinguim está perdido?

b. Caso você encontrasse alguém ou algo perdido o que você faria?

2. Avance com a leitura até a parte em que o menino começa a investigar onde moram os pinguins. Depois lance a seguinte pergunta:

a. Que atitudes o menino toma para ajudar o pinguim a achar o caminho de volta para casa? Enumere cada atitude, por escrito e /ou por ilustrações.

b. A primeira atitude do menino foi ir até um balcão de " Achados e perdidos". Você sabe como funciona um balcão de "Achados e Perdidos"? Já precisou recorrer a algum?