Na rua do sabão


Neste vídeo, Regiane Magalhães Boainain faz uma análise do poema "Na rua do sabão, de Manuel Bandeira. A coletânea analisada foi Para querer bem, publicada pela Editora Global.

a. O sinal de pontuação (...), chamado de reticências, aparece algumas vezes no poema. Junto a ele, foram empregados os termos em negrito. Observe: “E foi subindo... para longe... serenamente...” Respectivamente, qual a classe gramatical das palavras em negrito? ​ A escolha, pelo autor, dessas palavras e o uso das reticências provocam um efeito no momento da leitura. Que efeito é esse? Compare o fragmento a seguir, retirado dos últimos versos do poema, com o analisado na questão 1. Ele foi subindo... muito serenamente..., para muito longe... Além da inversão dos versos, que diferença é observada na comparação dos trechos?

Boa Leitura!

Análise completa em:

http://www.veredasdotexto.com/paraquererbem



BANDEIRA, Manuel. Para querer bem. São Paulo: Global, 2015.

#naruadosabão #ManuelBandeira #VEREDASDOTEXTO

Posts Recentes

Contato

Inscreva-se no nosso canal no youtube

Foto Regiane.jpeg

Regiane Boainain 

Idealizadora do Veredas do Texto e criadora de conteúdo 

Mãe, professora, autora de materiais didáticos, doutoranda em Literatura e Crítica literária pela PUC-SP. 

  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

veredasdotexto@gmail.com

Tel e whatsapp

(11) 97683 4664