Diário de Blumka


Esta semana, chegou aqui no Veredas do Texto o livro ilustrado Diário de Blumka, de Iwona Chmielewska, publicado pela Editora Pulo do Gato.


Ao folhear o livro, ainda sem saber o que esperar, fui surpreendida por roupas brancas penduradas em um varal, feito das linhas de uma folha de papel amarelado, o mesmo no qual uma garotinha aparecera sentada, conforme capa do livro.


Em seguida, uma fotografia antiga, na qual se via um senhor de óculos, rodeado de crianças. Quem seriam?


Em seguida, um diário antigo, uma mão, uma caneta tinteiro, prontos para registrar. Mas o quê? Reconheço na manga da roupa a estampa do vestido da garotinha sentada na folha de papel, mostrada na capa.


É Blumka quem registra, com doçura e gratidão, o seu dia a dia no Orfanato, em Varsóvia, criado pelo Doutor Korczak. E é por meio de seus desenhos, fotografias e registros que vamos conhecendo cada criança que, assim como ela, mora neste local.

Conheci Reginka, a menina contadora de histórias. É lindo como a autora registra a forma como ela faz a mediação da leitura para os outros amigos. Os livros viram degraus para a progressão. Belíssima imagem...


Conheci Pedrinha, o menino de cinco anos que, em seu penico, ajudou a descarregar uma carroça de carvão.