Três navios



A forma como guardamos as nossas memórias depende do tipo de experiência que tivemos no momento escolhido para se eternizar em nós. Por isso, temos toda a autonomia do mundo para recriar ou ressignificar momentos tão marcantes.

Em “Três Navios”, de Paula Strano, ilustrações de Mariana Valente, editora Leitura e Arte, uma garotinha escuta uma história muito sensível e interessante por meio de três narradores diferentes: sua avó, sua tia- avó e seu tio- avô.


Cada um armazenava as suas lembranças de forma muito peculiar, pois as narrativas, dentro de seus próprios "navios". eram cheias de imaginação e identidade poética .

Entendemos, neste momento, que a infância dos personagens envolvidos fez com que uma viagem de navio pudesse se ramificar em três narrativas encantadoras e cheias de criatividade.

Eram três olhares infantis para uma mesma história...

Três diferentes experiências vivenciadas em uma viagem de navio, que se desaguou nos cais de nosso país.


Recomendo a leitura para refletir sobre a memória e as experiências envolvidas nela.

#TRÊSNAVIOS #PAULASTRANO #MARIANAVALENTE

Posts Recentes

Contato

Inscreva-se no nosso canal no youtube

Foto Regiane.jpeg

Regiane Boainain 

Idealizadora do Veredas do Texto e criadora de conteúdo 

Mãe, professora, autora de materiais didáticos, doutoranda em Literatura e Crítica literária pela PUC-SP. 

  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

veredasdotexto@gmail.com

Tel e whatsapp

(11) 97683 4664